sábado, 4 de setembro de 2010

A cor da paixão



Em desejo possuída
        se joga,
             se rasga,
   se estraga
          contra os móveis,
  sobre as plantas,
         entremuros,
 se vê fera,
       se faz cadela,
            se morde serpente,
         ferida em seu desvario
no mais escondido recanto do seu bem-querer,
    no seu coração perple o e ávido
       que ela desfibra devagar.


Regina de Fontenelle 

7 comentários:

Brisa disse...

A cor da paixão
É amor..é desejo..é morder sem exaustão

BJ.

A.S. disse...

O desejo ascende, ardendo nas veias, incendiando o mais belo poente dentro do peito! Pois que arda, que desfibre o coração até ao supremo êxtase!!!

BjO´ss
AL

cristal de uma mulher disse...

Poesias nas noites de espera!!!1

Obrigada por tua presença e por o comentario amada.

Beijos

Antonio disse...

Lindo...adorei.

Insana disse...

Delirante.

bjs
Insana

Amélie Bouvié disse...

MARAVILHOSO!

█► JOTA ENE ◄█ disse...

ººº
Preto, lilás ou vermelho serão sempre cores da paixão.